Estou passando por uma fase de transição (inclusive já ouvi muitas ''gracinhas'' por causa disso), e acho que finalmente descobri o que estava me incomodando, o que estava lá pedindo pra ser mudado. 

Não só o acúmulo de bens materiais, mas, de pessoas, de conteudos nas redes sociais, de tarefas no dia a dia.É o famoso abraçar o mundo com as pernas. Com essa obsolescência programada e avanço tecnológico, compramos hoje uma coisa que nem teremos sequer tempo de usufruir. Chegou um momento que eu não dava conta de mais nada e estava infeliz com aquilo tudo.

Entre livros e pesquisas descobri o Minimalismo. Não me admira que daqui há alguns poucos meses, seja mais uma daquelas palavras da moda que a mídia e as redes sociais vá cuspir em nós e começar a ditar regras.

Então de antemão, vos convido a conhecer este estilo que está mudando minha visão de mundo:

fonte: mybestwish.com.br
DEFINIÇÃO

O Minimalismo consiste em um estilo de vida, eu diria mais que isso talvez, ''é uma ferramenta que pode ajudar todos aqueles que estiverem dispostos a se livrar dos excessos em favor de se concentrar no que é importante para encontrar a felicidade, realização pessoal e principalmente, liberdade.''

O minimalismo traz várias ideias: consumir menos, controlar gastos, organizar-se e principalmente, se livrar de tudo o que não tem utilidade alguma. É tentar viver com o que você precisa, sem acúmulos. Utilizar um filtro para todas as áreas da sua vida, e despoluir, fazer uma limpeza física e espiritual. Deixar na sua vida apenas o que, e quem realmente importa, dar valor às coisas que você tem e a quem está sempre do seu lado. Quanto mais coisas temos com o que nos preocupar , menos cultivamos as coisas importante, até chegar o momento de tudo ser igualmente superficial, perdendo a essência sabe?

SOBRE A MINHA EXPERIÊNCIA

A princípio é estranho, não é nada fácil, principalmente se você for igual a mim, que comprava desenfreadamente e que queria conhecer tudo e todos ao mesmo tempo. Mas te juro, foi uma das melhores escolhas que já fiz. Deixando claro que não é deixar de comprar, de consumir, de gastar, mas de fazê-lo com consciência, quando houver necessidade. 

Gente, a melhor parte é a liberdade financeira, porque o dinheiro dura mais tempo, e dá pra você investir em algo que te deixe realmente realizado. Pra mim, deixar de gastar com coisas para gastar com experiências foi o melhor negócio. Poder viajar, frequentar lugares que eu gosto, provar coisas novas sem precisar gastar absurdos, passei a valorizar mais outros locais que não fossem shoppings. Sabe, a gente tem que explorar mais o ambiente ao qual temos acesso.

Quanto às pessoas, eu percebi que ao excluir uma rede social que não me acrescentava em nada (vulgo facebook), eu tive mais tempo para as pessoas de verdade na minha vida, aquelas que apesar de distantes mantinham contato real, o que é indispensável para lubrificar as engrenagens sociais.

Com menos coisas para eu administrar tive mais tempo para cuidar de mim, fazer alguma atividade que eu gosto, sem atrapalhar minhas obrigações diárias. Pessoas minimalistas também produzem menos lixo, já que consomem com consciência. Hoje eu estou bem mais produtiva, principalmente depois que abdiquei de atenção doentia às poucas redes sociais que mantenho hoje. 

Moda é bom demais, o que tem para não gostar não é verdade? pessoas belas em roupas estilosas. Mas um pecado que muita gente comete (assim como eu estava cometendo) é consumir por causa da moda algo que nada tem a ver com você, e que quando passar vai ser só mais uma peça esquecida. É um ponto muito difícil deste estilo de vida, eu estou sofrendo horrores (risos), mas estou buscando me controlar. Afinal como eu disse, é um exercício diário.

Eu sou mega apegada a coisas que eu ganho, eu quero morrer a ter que me desfazer de um presente, mas consegui reunir todos em uma única caixa, coisas que eu realmente não consigo me desapegar ainda. Ser uma acumuladora é horrível, mas eu já consegui me desfazer de tralhas que eu mesma comprava e que não usei.

Depois de toda essa limpeza ( que não vai parar por aí, óbvio, eu tenho muito o que aprender ), eu já me sinto muito mais livre, me alegrando cada vez mais, e sempre que vou comprar uma coisa eu analiso se realmente estou fazendo a coisa certa. Tem me feito bem e valido a pela, se algum de vocês decidir botar em prática ou quiser contar experiências, deixa nos comentários.



Um Lazy Beijo e Boa sorte!



Deixe um comentário

Estou respondendo os comentários por aqui mesmo,aproveita e deixa seu link para que eu possa conhecer seu espaço também ^^. Lazy Beijos